Energia solar residencial: vale a pena, quanto custa?

A escolha de investir em energia solar residencial está crescendo por ser uma opção que dá resultados benéficos à economia da família, e optando por uma energia renovável e gratuita. Pois, o telhado da casa se torna um captador de energia elétrica.

De acordo com a Forbes, o Ibope Inteligência 2019 publicou pesquisas de que 93% da população brasileira demonstra  interesse em ter energia renovável em sua residência.

 Mas, a dúvida é referente ao valor a investir para ter esta solução na residência, quais são os passos a seguir? Como escolher o melhor sistema? Vale a pena o investimento? Para responder a todos estes questionamentos e curiosidades, aqui abaixo segue várias informações, te ajudando a esclarecer estas dúvidas. Continue nesta leitura.

Qual o investimento para ter energia solar residencial

O investimento varia de acordo com características singulares de cada projeto, como a opção do sistema, o tamanho do projeto e a complexidade na instalação.

Primeiramente, é muito importante ressaltar que a economia na maioria das residências, varia em até 95% na conta de luz. Mas há um processo para a escolha e instalação da mesma em sua residência.

Os processos de captação de energia solar residencial mais comuns são: Aquecedores solares, Energia Heliotérmica ou Energia Fotovoltaica. O resultado é similar mas, o processo de captação e transformação em energia elétrica são diferentes, e para facilitar a compreensão será explicado a diferença destes sistemas.

Diferença entre os sistemas de captação de energia solar

Os três principais sistemas utilizados em comércios, residências e espaços públicos são os objetos de análise desta postagem e o preço destas.

 A principal diferença entre os sistemas está no processo de captação e conversão da energia solar em energia elétrica. Cada um dos métodos tem seus benefícios, e segue as principais características.

Energia Fotovoltaica 

Energia Fotovoltaica é a mais utilizada, por ser considerada a mais benéfica ao sistema e ainda oferecer abatimento nas contas de energia convencional.

Este método consiste nas placas que transformam a radiação em energia elétrica, através de um sistema eletrônico.

Energia Fotovoltaica depende das condições climáticas, quanto mais o sol estiver exposto, sem nuvens e neblinas, melhor a captação dos elétrons que transformam radiação em energia elétrica. São aplicadas geralmente em telhados, mas se após estudos o projeto verificar outro espaço com melhor incidência de luz solar pode ser instalado em fachadas, no chão ou em outros locais.

Esta opção Fotovoltaica possui três formatos distintos:

  • Energia Fotovoltaica conectado à rede (on-Grid);
  • Energia Fotovoltaica isolado ou autônomo da rede (off-Grid);
  • Energia Solar Fotovoltaica sistema híbrido.

Energia Fotovoltaica conectado à rede (on-Grid)

Energia Fotovoltaica conectado à rede é a mais viável financeiramente pela economia que oferece.

Neste formato fica diretamente ligada ao sistema principal de distribuição, e o relógio de luz é substituído por um relógio bidirecional, a troca é realizada pela própria concessionária de energia.

O sistema de captação e conversão funciona da seguinte maneira:

  • Primeiramente as placas solares, geralmente feitas de silício que são semicondutores, captam a energia gerada através da luz solar. Assim, gerando a energia solar fotovoltaica. 
  • Inversor Solar ou de Frequência converte a energia captada pelas placas em  energia elétrica alternada, entregando ao espaço instalado energia elétrica adequada para uso.
  • A energia é distribuída para o quadro de energia, disponibilizando a residência ou estabelecimento que estiver instalada. É utilizada normalmente por diversos eletrônicos e equipamentos elétricos.
  • A energia excedente é entregue à concessionária de energia, gerando créditos.

Energia Fotovoltaica autônomo (off-Grid)

O sistema da Energia Fotovoltaica autônomo é igual ao on grid, a diferença está na instalação da bateria que armazena a energia elétrica. 

Este elemento eleva bastante o custo do sistema, além da necessidade de manutenção. Tornando este formato não muito usual.

O benefício deste é ter reserva de energia em bateria em dias que a concessionária não fornece energia, ou quando os fatores climáticos não permitem captação de energia solar.

Energia Fotovoltaica híbrido

O sistema híbrido atua diretamente conectado com a rede da concessionária de energia e, também conectado à bateria.

Deste modo, os dois inversores são alimentados de acordo com o que estiver acionado. E se faltar fornecimento de energia, as baterias funcionam como geradores fornecendo energia normalmente.

Energia Heliotérmica  

A Energia Solar Heliotérmica ou também conhecida como energia termossolar concentrada é mais utilizada em indústrias e tem seu funcionamento parecido com o de uma usina termoelétrica.

É um sistema mais complexo, que transforma energia mecânica em energia elétrica. Sendo captado através das placas específicas deste sistema captam a energia solar, e refletem com o objetivo de aquecer um líquido que através do vapor aciona o movimento das turbinas para a geração de energia elétrica.

Este sistema é muito utilizado em países que não tem potencial hidráulico.

Energia Fototérmica ou Aquecedor Solar

Este sistema chamado de Aquecedor Solar ou Energia Fototérmica utiliza placas solares específicas que captam energia térmica e transformam em energia elétrica.

O processo se dá através da captação da energia pelo calor do sol e aquecem o líquido presente nas tubulações. Este aquece a água que está armazenada no reservatório térmico, que vai preservar a temperatura até a utilização.

O reservatório térmico tem capacidade de armazenar calor e manter a água aquecida, mas se acontecer muitos dias nublados existe o sistema de aquecimento a gás para auxiliar.

Esse método depende muito da energia convencional e necessita de manutenção em curtos períodos, se comparado com a energia fotovoltaica.

Qual o valor para instalar o sistema de energia solar na residência?

Após a exposição das diferenças do sistema de captação e conversão de energia solar em energia elétrica, destacamos que o principal método para residências é a Energia Fotovoltaica conectada à rede.

O valor da instalação deste sistema varia de acordo com o projeto, mas para imóveis pequenos e médios o valor fica em média de 12 a 18 mil reais. Este investimento é recuperado em média de 04(quatro) a 5(cinco) anos, e a média de economia mensal é de 95% no valor da conta mensal.

O sistema feito por uma empresa conceituada e profissional dura em média de 25 a 30 anos, ao final deste período o retorno varia em aproximadamente 900% sobre o investimento inicial.

O sistema de energia fotovoltaica é um tipo de energia renovável e limpa, e muitas instituições bancárias oferecem  financiamento com taxas baixas de juros.

Provenner Energia Solar

A Provenner é uma empresa que acredita na engenharia sustentável e na realização de sonhos. Tendo como meta a realização de projetos personalizados, sustentáveis e acessíveis para os clientes.

O projeto de energia solar é um investimento rentável a longo prazo, mas com garantia de retorno. E levando em consideração o aumento no consumo de energia, as mudanças climáticas que afetam os reservatórios das usinas hidrelétricas e o uso crescente de eletroeletrônicos, investir em energia solar fotovoltaica é uma ação estratégica, inteligente e rentável.
Para realizar o seu orçamento e realizar o seu projeto personalizado entre em contato com Provenner, sinônimo de qualidade, agilidade e realização!

Precisa de ajuda? Converse conosco
Rolar para cima