Quanto tempo duram os painéis solares?

Se você está pensando em investir em painéis solares para a sua casa ou comércio, é bem provável que queira saber se, de fato, é algo que valha a pena. Dentro desse contexto, é comum que você tenha algumas dúvidas.

Então, para ter a certeza da sua escolha, é essencial obter clareza sobre todas elas. Mas, de todas as dúvidas, com certeza a mais comum é sobre quanto tempo duram os painéis solares. Afinal de contas, eles não duram para sempre.

A degradação de um painel se refere a quando ele perde a sua potência, o que ocorre ao longo do tempo. Mas que tempo é esse? Deve-se medir esse período de acordo com a vida útil do produto em si.

E, ainda que a degradação do painel solar não seja algo ideal, a verdade é que, quando se tem um de boa qualidade, você terá baixas taxas de degradação, o que não vai afetar tanto o desempenho de todo o seu sistema.

No entanto, a média é que um painel solar de boa qualidade irá sofrer uma taxa de degradação entre 0,5 a 3% a cada ano, ao longo de toda a sua vida útil. No decorrer desse texto, iremos falar sobre mais detalhes do assunto.

Por que os painéis solares se degradam?

A principal causa da degradação dos painéis solares é por conta de fatores externos, os quais não são possíveis evitar. Estamos falando da alta exposição aos raios UV e mudanças climáticas, como ventos, chuvas, granizo etc.

Ou seja, a degradação é algo que todo painel vai sofrer, não há como evitar. Mas, quando eles se degradam, reduz-se as suas saídas de energia. Então, o que difere é a taxa de degradação de acordo com cada painel.

A grande maioria carrega 90% de sua eficácia de saída, mesmo depois de 20 a 25 anos, mais ou menos. Inclusive, contabiliza-se essa taxa antes da comercialização, a fim de garantir o melhor desempenho do produto.

Fatores que afetam a eficiência e o desempenho dos painéis solares

Há três principais fatores que afetam o desempenho dos painéis solares, sendo eles os seguintes:

Degradação induzida pela luz (TIL): isso acontece quando o painel é exposto, pela primeira vez, à radiação solar. Como consequência, a fotocondutividade do painel acaba reduzindo. No entanto, isso é algo já esperado.

Por isso, considera-se como sendo um estágio de ajuste para o painel ou, como é tecnicamente chamado “degradação inicial”, o qual ocorre entre as primeiras 1000 horas de operação. Nessa fase, a sua eficiência reduz em 1 a 3%, em média. Mas estabiliza em seguida.

Degradação induzida por potencial (PID): não é sempre que essa degradação vai acontecer, mas, quando ocorre, diminui o desempenho dos painéis em até 30%. Mas o que é esse tipo de degradação?

Na verdade, ela acontece quando há tensão em diferentes componentes, como a célula solar e a estrutura do painel, o que ocasiona em interrupção nas tensões. Tal variação causa o vazamento de tensão e reduz a potência de saída dos painéis.

Degradação relacionada ao envelhecimento: esse é o tipo de degradação que todos vão passar, o qual se refere a exposição aos agentes externos que já citamos: as condições climáticas. Mas por que isso acontece, exatamente?

Porque esse fatores podem ocasionar em reações químicas nos materiais semicondutores, o que, por consequência, causa o endurecimento cristalino, contaminação das células, efeitos de sombreamento e ciclos climáticos.

Os painéis solares requerem manutenção?

Sim, os painéis precisam de manutenção, a fim de que possam manter uma boa eficácia. No entanto, um dos grandes benefícios diz respeito ao fato de que os custos para a manutenção são bem baixos, o que não interfere tanto no orçamento.

E isso acontece porque, na grande maioria das vezes, a única manutenção que você vai precisar fazer se refere a limpeza do painel solar, mas isso é bem de vez em quando. Afinal de contas, a chuva natural é o suficiente para mantê-los limpos.

Mas, a depender de quanto tempo se tem o painel solar, ou mesmo se ele está muito empoeirado, vale a pena contratar uma empresa especializada para fazer a limpeza, a qual deve ser feita com o máximo cuidado.

Como você pode manter seus painéis solares eficientes nos próximos anos?

A primeira coisa que você deve fazer é investir em um painel solar que tenha uma tecnologia mais recente. Afinal de contas, nesse caso, a taxa de degradação dele vai diminuir de forma drástica, o que lhe gera mais eficiência.

Os painéis solares da Canadian e CSUN, por exemplo, são duas marcas conhecidas em todo o mundo, as quais possuem uma tecnologia muito atual. Por consequência, acabam mantendo a sua eficiência por muito mais tempo.

Ambas marcas oferecem um dos mais altos níveis de eficiência e menores taxas de degradação disponíveis no mercado. De acordo com os dados da própria empresa, mede apenas 0,25 de degradação a cada ano.

Ou seja, o painel vai manter uma produção eficaz de 92% no final de sua vida útil, o qual é previsto de 25 anos.

Trabalhe com uma empresa de energia solar respeitável

Outra maneira de manter seu painel eficiente pelos próximos anos e ter uma boa energia solar em sua residência é fazer o trabalho com uma empresa que seja referência de qualidade. Por conta disso, nós somos a melhor opção do mercado, pois garantimos um serviço de excelência.

Precisa de ajuda? Converse conosco
Rolar para cima